plantas que curam -plantas que curam Rápido.

Emagrecimento Rápido

--------------------------

plantas que curam.

Plantas que curam (de verdade!)
SAÚDE! entrevistou alguns dos mais renomados pesquisadores brasileiros para esclarecer, de vez, como recorrer às propriedades da nossa flora sem correr riscos
A flora nacional concentra a maior biodiversidade do mundo. São 55 mil espécies catalogadas, o correspondente a 20% do total distribuído pelo planeta", dispara o médico Roberto Boorhem, presidente da Associação Brasileira de Fitoterapia. Esse tesouro natural é uma oportunidade de avançar na descoberta de novos tratamentos médicos, desde que utilizado com critério científico.

Antes de tudo, apague a crença de que tudo que é natural não faz mal. "As plantas necessitam de recursos químicos para se defender, como alguns alcaloides, que, por serem amargos e tóxicos, afastam predadores, ou óleos essenciais, que atraem aves para a polinização", exemplifica a farmacêutica Ivana Suffredini, da Universidade Paulista, na capital. "Assim como algumas dessas substâncias podem atuar positivamente no organismo humano, outras provocam sérios danos", alerta.
Outra confusão que precisa ser desfeita é usar os termos plantas medicinais e fitoterápicos como sinônimos. "Fitoterápicos são remédios, que passam por uma rigorosa avaliação de segurança e eficácia em seres humanos, com uma concentração de ativos padronizada, o que nem sempre ocorre com as folhas para o preparo de chás", diferencia a geriatra especializada em fitomedicina Rita Ferrari, de São Paulo.

Não quer dizer que a população tenha de abandonar as infusões, respeitando-se algumas medidas de cautela. Com o respaldo de investigações sérias e de anos de uso popular registrados, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou uma lista de 66 espécies eficazes, com suas respectivas indicações de uso. As plantas mencionadas nesta reportagem aparecem nessa relação e são rotuladas como drogas vegetais. "Esses chás devem ser consumidos somente para alívio de sintomas agudos, sem ultrapassar 30 dias. A utilização prolongada exige o acompanhamento de um médico ou nutricionista", esclarece Boorhem.

A procedência da planta também requer total atenção. "Algumas espécies são muito semelhantes e facilmente confundidas, o que é perigoso", justifica Ivana. Você só deve adquirir o produto de farmácias ou casas de ervas idôneas. "A Anvisa já tem uma proposta para regulamentar a venda dessas drogas vegetais", afirma Douglas Duarte, coordenador de assuntos regulatórios da Associação dos Laboratórios Farmacêuticos Nacionais.

--------------------------

O Que o Doutor Não Diz Para Você.

O Que o Doutor Não Diz Para Você
O inglês Vernon Coleman, antes um médico como outro qualquer, acabou por se tornar um dos mais ácidos – e espirituosos – adversários da medicina convencional

Atenção: médicos podem ser prejudiciais à saúde. O inglês Vernon Coleman formou-se em Medicina em 1971, mas não tem a menor dúvida sobre essa advertência. Para provar sua tese, cita uma estatística surpreendente: durante uma greve de médicos que durou um mês em Israel, em 1976, a taxa de mortalidade caiu 46%. Em 1976, Coleman decidiu abandonar a prática e se dedicar à tarefa de criticar seus pares. Escreveu o livro Os Profissionais da Medicina, no qual acusava os médicos de manter relações promíscuas com a indústria farmacêutica e indicar aos pacientes remédios demais. Era o início de uma polêmica que dura até os dias de hoje. Coleman é um dos mais vitriólicos adversários da chamada medicina convencional. Por causa da cruzada já foi chamado de 'Médico do povo' e 'Campeão dos pacientes'. Nesta entrevista, ele defende algumas de suas opiniões incomuns, como a de que as vacinas podem ser prejudiciais à saúde e que os chekups são perda de tempo.

------------------------

Plantas que curam Desde os tempos mais remotos.

Plantas que curam
Plantas que curam Desde os tempos mais remotos, as plantas sempre estiveram presentes na vida do homem. A utilização dos vegetais com fins terapêuticos é anterior ao desenvolvimento da ciência. Cada povo possui sua própria listagem de ervas medicinais, geralmente plantas comuns no território em que habitam, cujas aplicações são transmitidas através de gerações. Nas tribos indígenas, por exemplo, o pajé, uma das maiores autoridades depois do cacique, nada mais é que um profundo conhecedor dos segredos do mundo vegetal, um curandeiro naturalista. É difícil precisar como as propriedades terapêuticas dessas plantas foram descobertas. Talvez por instinto, por intuição e até mesmo através da observação dos animais, que se valem dessas valiosas plantinhas para a cura de seus males. Hoje, apesar do desenvolvimento da ciência e da medicina, as pessoas têm procurado tratamentos altemativos, mais naturais, que não apresentem efeitos colaterais. ACACIA Nome científico: Acácia Horrida, Acácia Senegal A Acácia pertence à família das Leguminosas Mimosídeas. Seus ramos são fortes e suas flores muito perfumadas. É através de incisões no tronco dessa planta, originaria da África do Sul, que se extrai a goma arábica, uma substância densa e pegajosa. A Acácia é recomendada para o tratamento de problemas intestinais, queimaduras, sendo indicada ainda para uso veterinário, uma vez que constitui um excelente remédio para nefrite canina. ALECRIM Nome científico: Rosmarinus officinalis Segundo as crendices populares, o alecrim é uma planta que ajuda a espantar o .mau olhado., a inveja. Mas essa planta, que pertence à família das Labiadas, tem ainda inú- meras funções terapêuticas. É indicada, entre outras coisas, para o tratamento de abscessos, asma e reumatismo. O alecrim apresenta caule lenhoso, com folhas pequenas e finas. Suas flores são azuladas, possuindo também frutos. Esta planta exala um perfume forte, por isso é utilizada pela indústria de perfumes. Uma outra propriedade importante do alecrim é a de estimulante, dando força e vigor às pessoas com fraqueza e exaustão devido a atividades físicas e intelectuais.

------------------------

PLANTAS QUE CURAM.

PLANTAS QUE CURAM
HUGO CARAVACA
PREFÁCIO
Desde os tempos mais remotos, as plantas sempre estive-
ram presentes na vida do homem. A utilização dos vege-
tais com fins terapêuticos é anterior ao desenvolvimento
da ciência. Cada povo possui sua própria listagem de ervas
medicinais, geralmente plantas comuns no território em que
habitam, cujas aplicações são transmitidas através de ge-
rações. Nas tribos indígenas, por exemplo, o pajé, uma das
maiores autoridades depois do cacique, nada mais é que
um profundo conhecedor dos segredos do mundo vegetal,
um curandeiro naturalista.
É difícil precisar como as propriedades terapêuticas dessas
plantas foram descobertas. Talvez por instinto, por intuição
e até mesmo através da observação dos animais, que se
valem dessas valiosas plantinhas para a cura de seus ma-
les.
Hoje, apesar do desenvolvimento da ciência e da medicina,
as pessoas têm procurado tratamentos altemativos, mais
naturais, que não apresentem efeitos colaterais. Este livro
reúne uma série de receitas, explicadas; passo-a-passo,
relacionando as ervas indicadas para cada caso, bem como
a preparação dos remédios. No último capítulo também

-----------------------------

Emagrecer Urgente

Emagrecer Emagrecimento Dietas Emagrecedor