Dieta para gota -Dieta para gota PODE ATÈ CURAR.

Emagrecimento Rápido

--------------------------

Dieta para gota.

Orientação Dietética para Pacientes com Gôta

  ALIMENTOS RECOMENDÁVEIS
(podem ser usados diariamente)
COM MODERAÇÃO
(apenas 5 dias por semana)
NÃO-RECOMENDÁVEIS
(não devem ser utilizados)
  Alimentos à base
de cereais
Pão integral, cereais de grão integral, pão de milho, pão branco enriquecido, biscoitos, bolachas de sal, doces, bolos, massas e arroz.
 
Levedos, pães e alimentos fermentados, pão doce, brioches e croissants.
  Ovos e lacticínios
Queijos pobres em gorduras (como cottage), queijo branco, leite magro, coalhada magra, clara de ovos e ovos (3 a 4 vezes p/semana)
Nata, creme de leite, leite semi-desnatado, parmesão em pequena quantidade
Iogurtes integrais, queijos amarelos, creme de leite integral, queijos com gordura integral
  Frutas e vegetais
Todos os vegetais frescos e congelados, batatas cozidas, milho, frutas frescas, enlatadas e não adocicadas e azeitonas
Feijão, vagem, lentilhas, cogumelos, ervilhas, espinafre e aspargos
Batatas fritas e cozidas em gordura sólida
  Carnes
Em fase aguda da gota, todas as carnes devem ser evitadas
Carne de boi magra, franco, peru, hambúrger de frango
Fígado, rins, coração, ganso, miúdos, perdiz, bacon, salame, salsichas, presunto, mortadela, escalope, recheios de miolos
  Peixes
Em fase aguda da gota, todos os peixes devem ser evitados
Merliza, pescada, linguado, mariscos, haddock, carapebas, truta e bacalhau
Anchova, arenque, cavala, mexilhão, ovas e sardinhas
  Doces
Chocolates, pudim, sorvetes, sobremesas gelatinosas, geléias e doces em geral
  Gorduras
Todas as gorduras devem ser limitadas
Manteiga, margarinas, óleo de girassol, de soja, de milho, de oliva e azeite
Gordura de carne, banha, óleo de coco e azeite de dendê
  Bebidas
Chá, café, bebidas de cereais, sucos de frutas e água mineral
Refrigerantes, caldos de vegetais feitos em casa, bebidas maltadas pobres em gorduras
Caldo de carne (sopas ralas), consomê e bebida alcoólica
  Temperos
Condimentos, ervas, mostarda, vinagre, limão, sal, maionese light, molho branco e picles
Nozes, castanhas, amêndoas, amendoim e avelã
Caldos de carne em tabletes, extratos de carne e molhos de carne

--------------------------

GOTA E ÁCIDO ÚRICO.

GOTA E ÁCIDO ÚRICO

Drauzio – Qual a relação entre gota e ácido úrico?

Cristiano Zerbini – O ácido úrico é um componente natural do metabolismo. Há um nível normal de ácido úrico circulante que advém da degradação da purina, um tipo de proteína que faz parte, por exemplo, dos nucleotídeos e do ácido nucleico (o DNA é um deles), componentes essenciais do nosso organismo.
Como os outros componentes, depois de utilizadas, as purinas são degradadas e transformadas em ácido úrico. Parte dele permanece no sangue e o restante é eliminado pela urina. O nível máximo que pode ficar no organismo sem ocasionar problemas é 7mg por 100ml de sangue no homem e 6mg por 100ml, na mulher.
Se esse nível subir, ou porque estamos produzindo muito ácido úrico, ou porque estamos eliminando pouco pela urina, ele pode cristalizar-se, ou seja, formar pequenos cristais semelhantes a agulhinhas, que se depositam em vários locais do corpo, de preferência nas articulações. Quando esses cristais aumentam um pouco de tamanho e se acumulam, são vistos como corpos estranhos pelo organismo, que reage na tentativa de dissolvê-los. Ao atacá-los, as células brancas liberam enzimas. É como se fosse um campo de batalha, com tiro sobrando para todo lado. Nesse caso, sobra enzima e a articulação sofre com isso.

Drauzio – Tão logo o ácido úrico sobe e ultrapassa o valor normal, os cristais começam a depositar-se nas articulações?

Cristiano Zerbini – Esse é um ponto importante a ser destacado. Hiperuricemia, ou ácido úrico alto, não é sinônimo de gota. Mesmo com níveis de ácido úrico um pouco elevados, muitas pessoas jamais terão gota. Todavia, quando os exames de sangue, em geral de rotina, revelam índice superior a 9mg por 100ml, o médico levanta a história clínica do paciente considerando a possibilidade da incidência de gota, uma doença de caráter genético e hereditário, mais masculina do que feminina, que se manifesta na proporção de nove homens para uma mulher.
Portanto, uma das primeiras preocupações é saber se há casos da doença na família do paciente. "Alguém teve gota em sua família, ou pedras nos rins e cólica renal? – são perguntas que o médico não pode deixar de fazer.

Drauzio – Gota em mulher é doença rara?

Cristiano Zerbini – Geralmente na mulher, as crises de dor nas juntas provocadas pelo ácido úrico ocorrem quando ela está tomando diuréticos tiazídicos para controlar a pressão alta. Esse grupo de medicamentos dificulta a eliminação do ácido úrico e ele é acumulado no organismo. Esse tipo de gota é chamado gota secundária e é diferente da gota primária que ocorre especialmente no homem por produção aumentada ou excreção diminuída de ácido úrico, resultado de herança genética.

------------------------

OUTROS FATORES DE RISCO.

OUTROS FATORES DE RISCO

Drauzio – Existem outros aspectos que precisam ser observados para o diagnóstico de gota?

Cristiano Zerbini - Se além da herança genética, o paciente estiver um pouco mais gordo, é preciso verificar se é portador de diabetes e hipertensão arterial. Outra conduta importante é pesquisar, na história da família, se há casos de pessoas com dor precordial, pois a gota está entre as doenças que compõem a síndrome plurimetabólica.
É muito bom falar nisso, porque parece que estamos atravessando uma epidemia dessa síndrome no momento. Seu nome científico é "síndrome da resistência à insulina", mas é conhecida também por "síndrome X", de certa forma um nome meio místico. Ela é mais comum em homens com excesso de peso, abdômen um pouco protuso e circunferência da cintura maior do que 102cm – nas mulheres, essa medida não deve ultrapassar 88cm -, sinais indicativos de possíveis problemas metabólicos.

Drauzio – Por que essa medida da cintura é importante?

Cristiano Zerbini – A gordura abdominal é diferente da gordura amarelada que existe sob a pele. É chamada de gordura marrom porque tem muitos vasos sanguíneos. Essa gordura provoca resistência à insulina, hormônio responsável pelo metabolismo da glicose, isto é, pela entrada do açúcar na célula.
A resistência à insulina está associada a vários problemas, como aumento de trombos e lesão na parede dos vasos sangüíneos. Sabemos também que a gordura abdominal está diretamente ligada à presença de coronariopatia no homem.
Portanto, aumento da gordura abdominal, coronariopatia, hipertensão, diabetes leve do tipo II e níveis mais altos de ácido úrico sem incidência de gota são características da síndrome plurimetabólica. Se o paciente declarar, porém, que pai ou um irmão já tiveram cálculos renais ou crise de gota, seus níveis de ácido úrico precisam ser baixados.

Drauzio - Nesse caso, a pessoa corre o risco de desenvolver gota?

Cristiano Zerbini - Mais ou menos 20% das pessoas com hiperuricemia assintomática, ou seja, ácido úrico elevado sem sintomas, correm o risco de ter gota. Não se justifica, porém, dar remédio para baixar os níveis de quem não tem história familiar da doença ou 8mg por 100ml desse componente no sangue.

------------------------

CARACTERÍSTICAS DA DOR.

CARACTERÍSTICAS DA DOR

Drauzio – De vez em quando, todos nós podemos sentir dor em alguma articulação. Quais são as características dessa dor articular provocada pela gota?

Cristiano Zerbini - Gota é uma das doenças mais bem estudadas e documentadas no mundo. Hipócrates, duzentos anos antes de Cristo, já havia levantado alguns postulados sobre ela. Dizia que os eunucos não tinham gota e que a doença tinha algo a ver com a alimentação. Artistas, intelectuais e políticos do passado descreveram os sintomas tais como são bem conhecidos hoje.
A principal manifestação da gota é a podagra, uma inflamação intensa na articulação do dedão do pé (hallux) que provoca dor muito forte, em geral à noite e na lateral do dedão. É uma dor tão forte que chega a acordar o paciente e não suporta sequer encostar esse dedo no lençol da cama. A sensação é de que alguém está espetando ali um garfo pontudo e afiado.

Drauzio – O que a pessoa deve fazer quando é acordada por essa dor intensa?

Cristiano Zerbini – Deve permanecer em repouso, porque o ácido lático produzido pelo movimento pode piorar a crise de gota. Deve também colocar imediatamente uma bolsa de gelo no local afetado.

Drauzio – Geralmente, ocorre o oposto. As pessoas colocam calor no local.

Cristiano Zerbini – O calor faz piorar a inflamação, porque provoca a vasodilatação que favorece a chegada de mais substâncias inflamatórias. O gelo, ao contrário, provoca constrição nos vasos, o que dificulta a chegada dos mediadores da inflamação.
Embora não se deva estimular a automedicação, nessa hora, se a pessoa tiver um anti-inflamatório em casa pode tomá-lo para aliviar a dor, mas, na manhã seguinte, é bom procurar um médico.

Drauzio - Essa dor forte só ocorre no dedão do pé?

Cristiano Zerbini – Pode ocorrer também no joelho e, nesse caso, se chama gonagra.

Drauzio – Por que as crises de gota aparecem mais à noite e mais nos pés e nos joelhos?

Cristiano Zerbini – Porque à noite o período de jejum é maior e os níveis de ácido úrico aumenta no sangue o que facilita a deposição dos cristais. As crises acometem mais os pés e os joelhos porque os cristais se precipitam com mais facilidade nas áreas mais frias do corpo, como são as extremidades.

-----------------------------

A dieta para paciente com gota.

A dieta para paciente com gota
Por Francine Prass Hatem. Visualizada 104901 vezes.
A dieta deve ser pobre em purinas, sem bebidas alcoólicas e evitar jejum prolongado.
O controle ideal da dieta deve ser feito com um Nutricionista.
Alguns pacientes conseguem controlar o ácido úrico somente com a dieta. Certamente o defeito enzimático é menor.

O grande segredo da dieta é abandonar os alimentos proibidos e não fazer ingestão excessiva em curto espaço de tempo de alimentos controlados e bebidas alcoólicas.
» Alimentos que você deve preferir (Gota)
» Fatores de risco para gota
» Gota e seus Sintomas
» Gota (Hiperuricemia), o que é?
» Recomendações para pacientes Hiperuricêmicos (gota, artrite e doença.

------------------------------

Por que a gota é uma doença muito grave.

Por que a gota é uma doença muito grave

Gota é uma doença antiga causada pelo excesso de ácido úrico no sangue e a alimentação é a principal causa de sua crise
Dieta para tratar da gota - clique aqui

A gota é uma das doenças mais antigas registradas na história da Medicina. Trata-se de uma doença crônica, não contagiosa, mas que passa pelas gerações de uma mesma família.
Estima-se hoje que 2% da população mundial sofre de gota e que entre os doentes, há uma mulher para cada oito homens. A doença que aparece geralmente após os 35 anos de idade, ocorre devido a um acúmulo de ácido úrico no sangue e isto pode acontecer tanto pela produção excessiva quanto pela eliminação deficiente da substância.

O ácido úrico é uma substância produzida pelo nosso organismo quando da utilização de todas as proteínas que nós comemos na alimentação do dia a dia . Numa explicação mais simples, pode-se dizer que quando as moléculas de proteínas dos alimentos são partidas em pedaços dentro do nosso organismo para servir de energia, o que sobra de todo esse processo é o ácido úrico. É normal que o ácido úrico esteja presente no sangue em quantidades previstas, mas quando ocorre uma produção excessiva ou uma deficiência na sua eliminação pelo rim, a sua concentração no sangue pode aumentar demais atacando principalmente as articulações, provocando a gota úrica, ou os próprios rins, produzindo cálculos renais (pedras nos rins).

Os valores considerados normais de ácido úrico no sangue são:

Homens adultos = 3,4 - 7,0mg/dL
Mulheres adultas = 2,4 - 6,0mg/dL

A progressão da doença

Nas articulações, o começo de tudo é uma dor forte, geralmente no dedo maior de um dos pés. A articulação do pé, por ser naturalmente desprotegida é geralmente a primeira a ser atingida pela gota. A dor é aguda e súbita e a região onde a crise acontece fica vermelha e muito inchada. Os sintomas da primeira manifestação da doença duram entre três e quatro dias e se a pessoa não procura ajuda, essa primeira manifestação passa por um tempo.

Entretanto, se não for feito um tratamento devido desde a primeira manifestação da gota, as crises continuam e podem atingir outras articulações como as do joelho, do cotovelo, mãos e ombros com as mesmas características: vermelhidão local e inchaço. É a artrite gotosa, que irá piorar se o doente não fizer dieta, repouso e usar medicamentos adequados.

Outra manifestação característica da gota é a formação de tofos sobre as articulações, que são como caroços cheios de substância branca dentro, que às vezes vazam durante as crises de gota sucessivas.

A chamada gota crônica é o estágio mais sério da doença, pois as complicações já se instalaram em outros órgãos do corpo, além das articulações. Neste caso, podem surgir por exemplo deformidades e defeitos irreversíveis nas articulações.

É importante também lembrar que a primeira manifestação da doença pode ser outra. Ou seja, a formação de cálculos renais, pedras nos rins que se formam uma após a outra, mesmo que sejam eliminadas.

------------------------

As causas da crise e o tratamento.

As causas da crise e o tratamento

Geralmente uma lesão trivial ou um exercício além do habitual pode desencadear os episódios. A obesidade e dietas pobres em carboidratos também são fatores que podem precipitar uma crise.

O consumo excessivo de álcool é outro fator importante pois pode provocar acúmulo do ácido úrico nos rins e quando isso ocorre, a doença geralmente está em estágio mais grave. A cada inflamação, o rim cicatriza e se retrai. Essa retração deixa as artérias mais estreitas e com isso o sangue tem mais dificuldade de passar. Quando isso ocorre, o corpo, numa tentativa de resolver o estreitamento arterial, secreta uma substância chamada angiotensina que aumenta a pressão sanguínea.

Entretanto, essa hipertensão não acontece apenas no rim, mas em todo o organismo. Assim, a gota pode levar às doenças consequentes da hipertensão, como infarto do miocárdio ou derrames.

Contudo, entre os fatores que desencadeiam a crise, o mais importante é a alimentação. Uma dieta rica em substâncias denominadas purinas (que fazem parte das proteínas) resulta em um aumento da concentração de ácido úrico no sangue e, portanto, alimentos ricos nessas substâncias devem ser evitados. Entretanto, a restrição rígida de alimentos contendo purinas geralmente é recomendada no estágio agudo da doença, sendo que durante o estágio intermediário das crises, o tratamento dietético para pacientes que se mantém medicados visa uma dieta normal adequada. A seguir, veja quais são os alimentos com teor alto, médio e baixo em purinas.

------------------------

Dieta para tratar da gota.

Dieta para tratar da gota

Alimentos com alto teor de purinas/consumo deve ser evitado

- Carnes como vitela, bacon, cabrito, carneiro ou ovelha, embutidos
- Miúdos como fígado, coração, língua, rim e miolos
- Peixes e frutos do mar como sardinha, salmão, truta, bacalhau, arenque, anchova, ovas de peixe, mexilhão, marisco
- Aves como galeto, peru, pombo e ganso
- Bebidas alcoólicas de todos os tipos
- Caldo de carnes e molhos prontos
- Fermento de pães

Alimentos com médio teor de purinas/consumo moderado

- Carnes de vaca, frango, porco, coelho e presunto
- Peixes e frutos do mar não citados acima, bem como camarão, ostra, lagosta, caranguejo
- Leguminosas como feijão (exceto feijão adzuki), soja, grão de bico, ervilha e lentilha, aspargo, cogumelos, couve-flor e espinafre
- Cereais integrais como arroz integral, trigo em grão, centeio e aveia
- Oleaginosas como côco, nozes, amendoim, castanhas, pistache, avelã

Alimentos com baixo teor de purinas/consumo permitido

- Leite, chá, café, chocolate, queijos magros, ovos cozidos, manteiga e margarina
- Cereais e farináceos como pão, macarrão, sagu, fubá, mandioca, araruta, arroz branco e milho
- Vegetais como couve, repolho alface, acelga, agrião, radiche
- Doces e frutas de todos os tipos, incluindo todos os sucos

------------------------------

Emagrecer Urgente

Emagrecer Emagrecimento Dietas Emagrecedor