Site de dietas para emagrecer gratis 17kg.

Emagrecimento Rápido

--------------------------

Site de dietas para emagrecer gratis.

Porque 95% de todas as dietas para perder peso falham
Esta estatística está publicada em toda a Internet e é usada por profissionais de saúde há anos simplesmente porque é verdade. Nós não a inventamos.

As dietas estão desde o início condenadas ao fracasso porque a maioria das pessoas vêem as dietas como uma solução de curto prazo, algo que elas podem seguir por um determinado período de tempo para obter os resultados desejados e depois é só parar. Claro que é mais apelativo seguir um plano de dieta por algumas semanas ou mesmo alguns meses. Mas a menos que seja um plano de dieta que você vai seguir para toda a vida, você está condenado ao fracasso.

Realmente não importa se você acredita na estatística ou não. Mas pergunte a si mesmo. Você quer pertencer ao grupo das pessoas que conseguem manter o peso ou não? Se você está a ler isto é porque está interessado em perder peso para sempre.

Se você quer perder peso e evitar que esse excesso de peso volte, você precisa parar de pensar na dieta como uma correção temporária. Todos nós seguimos algum tipo de dieta conscientemente ou não. Infelizmente, a maioria das pessoas segue uma dieta "saudável", que leva ao ganho de peso, açúcar elevado no sangue, e para alguns, obesidade, pressão alta e doenças cardíacas.

Ganhar peso é o produto de não prestar atenção ao que você colocou no seu corpo, quantas vezes você faz e quando. É um mau hábito de começar, mesmo se você nunca lutou com excesso de peso. O hábito de comer mal nem sempre leva apenas ao aumento de peso. Eles também produzem problemas de saúde a longo prazo, tais como pressão arterial alta, colesterol alto, prisão de ventre, esteatose hepática (fígado gordo), doenças cardíacas e muito mais.

Você pode estar se sentindo ótimo, porque você perdeu alguns quilos com uma dessas dietas da moda que você usou. Bem, bom para você. É sempre bom celebrar os seus sucessos. Mas eu garanto isto: Se você parar de seguir essa dieta, e voltar aos seus velhos hábitos de comer, muito em breve você vai encontrar-se no lado errado desta estatística de dietas falhadas.

Quando você segue uma dieta radical, você coloca o seu metabolismo a dar uma volta numa montanha russa. Em vez de acelerar e dar ao seu corpo mais energia, a menor ingestão de calorias que, normalmente, é indicada por uma dieta radical coloca o seu corpo num estado "esfomeado". Seu corpo vai-se agarrar a toda a "energia" que ele tem. Essa energia é armazenada em células de gordura. É por isso que são precisas mais calorias para perder peso do que para ganhar peso. Seu corpo não quer deixar ir o que ele sabe que precisa para sobreviver.

Se você quiser ter sucesso com as dietas, você tem que parar de pensar em dietas radicais como a resposta ao seu problema. Você precisa pensar a longo prazo numa alimentação saudável e que vai ajudar a promover um metabolismo saudável e não colocá-lo em estado de choque. Você também tem que olhar para o seu estilo de vida e aprender a incorporar na sua vida diária exercícios de queimar gordura para você não só perder peso, mas manter essa perda de peso para a vida.


No próximo capítulo, vamos falar mais sobre como activar o seu metabolismo e transformá-lo numa fornalha ardente de queimar gordura comendo os alimentos certos e mudando seus hábitos alimentares.

--------------------------

Contra a gordura, é melhor correr do que malhar.

Contra a gordura, é melhor correr do que malhar

Estudo americano comprova que exercício aeróbico é mais eficaz para eliminar a barriga
O exercício aeróbico é melhor do que o treinamento de resistência, caso o objetivo seja perder um tipo de gordura abdominal que representa uma grave ameaça à saúde.
Esta é a conclusão de um estudo que comparou a eficácia do treinamento aeróbico, como a corrida, e a do treinamento de levantar peso, como a musculação.
Foram avaliados, por oito meses, 196 adultos sedentários, com idade entre 18 e 70 anos, e que estavam acima do peso.
Os participantes do grupo que fez aeróbica correram 12 quilômetros por semana, chegando a frequência cardíaca máxima de 80%. Já quem fez parte do grupo de resistência praticou, três vezes por semana, três séries de 8 a 12 repetições de levantamento de peso.
Os pesquisadores da Universidade de Duke, nos EUA, analisaram como esses tipos de exercícios reduzem a gordura mais profunda do abdome, aquela que fica dentro da barriga, em volta dos órgãos. Chamada de visceral, ela está associada ao risco aumentado de doença cardíaca, diabetes e alguns tipos de câncer.
Os exercícios aeróbios reduziram significativamente a gordura visceral no grupo avaliado, melhorando os índices deles de resistência à insulina, enzimas hepáticas e as taxas de triglicérides.
"O treinamento de resistência é eficiente para dar força e aumentar a massa magra do corpo", afirma o autor do estudo, e fisiologista do exercício Cris Slentz.
"Mas se você estiver com sobrepeso, assim como estão 2/3 da população, e você quer perder a gordura da barriga, o exercício aeróbico é a melhor escolha."
No mesmo estudo, os pesquisadores descobriram que as atividades como corrida queimam 67% mais calorias do que a musculação.

------------------------

Barriga: veja possíveis causas e soluções para o problema.

Barriga: veja possíveis causas e soluções para o problema

Qualquer mulher que tenha feito dieta para emagrecer sabe que aquela barriguinha demorou para ir embora ou, pior, ainda não foi.
Isso porque a gordura que se acumula na região é a mais resistente a regimes ou exercícios. Má alimentação, postura, roupas apertadas, stress... Tudo colabora para seu aparecimento. Quinze pesquisas publicadas sobre o tema apontam quais são as principais causas do problema e o que fazer para evitar. O endocrinologista Alfredo Cury, a fisioterapeuta dermatofuncional Lucely Lustre, a nutricionista Marina Capela e o cirurgião plástico Raul Gonzalez comentam algumas delas.


1. STRESS
Um estudo realizado em 2000 pelo departamento de psicologia da Universidade de Yale completou as informações já reconhecidas pela medicina de que o estresse leva ao excesso de peso. Pelo novo levantamento, o cortisol, produzido em maior quantidade quando o corpo se sente ameaçado, é o responsável pelo acúmulo de gordura abdominal em mulheres, incluindo as magras. A substância faz a gordura se acumular em volta dos órgãos. As experiências realizadas confirmaram que as mulheres com gordura abdominal secretavam maiores níveis do hormônio do que as que acumulavam em regiões mais periféricas. Portanto, dormir bem, praticar exercícios e promover momentos de relaxamento podem ser mais eficientes do que cortar calorias quanto o assunto for estresse e acúmulo de gordura. "Boa parte de culpa do acúmulo de gordura na zona abdominal deve-se a herança familiar, mas há outros fatores que desencadeiam o aparecimento de gordura na barriga. Um dos motivos pelos que se acumula gordura na barriga é o estresse continuado", diz o endocrinologista Alfredo Cury.
2. PRODUTOS DIET
Quem consome itens diet, sem açúcar, acaba ingerindo menos calorias, mas o hábito tem suas contraindicações. O que é especialmente válido em dietas de emagrecimento pode deixar o estômago distendido. O estudo foi feito pela Universidade do Hospital de Charite, em Berlim, na Alemanha com pessoas que tomavam refrigerantes diet ou chicletes sem açúcar. A substância posta em cheque é o sorbitol, usado em alguns adoçantes. Ela colabora para aumento de bactérias do corpo e ainda não é bem absorvida pelo intestino, causando inchaço e gases.
3. ROUPAS APERTADAS
O cirurgião plástico Raul Gonzalez verificou aumento de 35% na procura de lipoaspiração na região das laterais da barriga por adolescentes desde 1994. E uma das causas apontadas pelo especialista é o uso de roupas apertadas, principalmente as calças jeans de cintura baixa. Ele afirma que o tecido aperta uma área que precisa estar livre para o crescimento. "Isso faz com que ocorra uma diminuição da nádega e um aumento da gordura das ancas criando uma deformidade estética muito acentuada que só pode ser corrigida por lipoescultura", explicou. A fisioterapeuta dermatofuncional Lucely Lustre acrescenta: "Roupas apertadas também podem prender a circulação e piorar o quadro de celulite."

------------------------

MAIORES RISCOS A DOENÇAS.

MAIORES RISCOS A DOENÇAS
A circunferência da barriga deve ser considerada como índice de boa forma e não apenas o Índice de Massa Corporal (IMC). Isso porque uma pesquisa, publicada na revista Circulation, da American Heart Association, aponta que quanto maior a área, maiores os riscos de sofrer doenças cardiovasculares e diabetes. Foram avaliadas as medidas de 170 mil pessoas em 63 países e o risco é real mesmo em pacientes que não apresentam sobrepeso ou obesidade. A explicação é que gordura abdominal provoca resistência à insulina, hormônio responsável pelo metabolismo da glicose, associada a vários problemas, como aumento de trombose e lesão na parede dos vasos sanguíneos.
5. DOENÇAS DO CORAÇÃO
Um levantamento feito pelo Projeto Corações do Brasil, coordenado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia, com cerca de 1,2 mil pessoas, constatou que apenas 30% das mulheres e 55% dos homens estavam dentro dos parâmetros recomendados pela Federação Internacional de Diabetes (IDF) para circunferência e gordura abdominais. O volume na região é reconhecido por 58% dos médicos como fator de risco significativo para doença cardíaca segundo pesquisa realizada pela Shape of the Nations - com o apoio da Federação Mundial de Cardiologia (World Heart Federation - WHF) em 27 países. "A gordura em volta da cintura é a mais perigosa de todas, porque está localizada por trás da parede abdominal, cercando os órgãos internos, numa via direta para o coração e outros órgãos importantes", diz o endocrinologista Alfredo Cury.
6. ARROZ INTEGRAL
Pesquisa feita por nutricionistas da Universidade Tufts, nos Estados Unidos, que analisaram a dieta de 2, 8 mil pessoas, comprovou que pessoas que consumiam três ou mais porções de arroz integral diariamente tinham até 10% menos gordura visceral, que se deposita sobre órgãos como pâncreas, intestino e fígado. O percentual não é pouco, pois ajuda a reduzir visivelmente a barriga além de manter as artérias livres de gordura e ajudar na saúde do coração.
7. VINAGRE
Reduzir em até 80% o apetite e emagrecer até cinco vezes mais. Esses são benefícios que podem ser conseguidos com o uso do vinagre, de acordo com pesquisas norte-americanas realizadas, entre 2004 e 2005, pela Universidade do Arizona (EUA), em um grupo de pessoas com sobrepeso. Os voluntários consumiram duas colheres de vinagre diluídas em meio copo de água por dia, meia hora antes das principais refeições e tiveram os índices de triglicérides baixados e centímetros a menos na barriga. Tudo se isso se deve ao ácido acético, que evita o acúmulo e insulina, associado ao aumento de peso

-----------------------------

Emagrecer Urgente

Emagrecer Emagrecimento Dietas Emagrecedor