Berinjela Extrato Seco -Berinjela Extrato Seco Emagrece até 17kg.

Emagrecedor

--------------------------

Berinjela Extrato Seco.

A Berinjela é indicada na hipercolesterolemia, na arteriosclerose, nas disquinesias hepatobiliares, protetor das
funções hepáticas, laxante, digestivo, diminui e regular o colesterol. A droga vegetal apresenta ação
hipocolesterolemiante, antiateromatosa, diurética e colagoga. Berinjela é indicada na hipercolesterolemia,
arteriosclerose, disquinesias hepatobiliares e como coadjuvante nas dietas de emagrecimento. (3)
Propriedades:
É nativa da Índia e cultivada na África, de onde chegou à Europa e mais tarde às Américas. No Brasil é
encontrada desde o século XVII. Planta herbácea de até 1 m de altura; inerme ou armada de acúleos, suas folhas são
alternas, ovadas, angulosas, brancacento-tomentosas na página inferior; suas flores são violáceas, grandes, às vezes com
mácula amarela; o fruto é uma baga comestível, carnosa, redonda ou oval e alongada, com casca lisa, de coloração escura
ou arroxeada, cuja forma e o tamanho varia pelo cultivo. Os extratos secos de Berinjela é preparado a partir dos frutos de
SoLanum melongena (Solanaceae). Os principais princípios ativos constituintes são os ácidos cafeico e clorogenico, colina,
trigonelina, antocianosideos (violamina e ésteres cumarinicos). A berinjela é empregada popularmente como
hipocolesterolemico, antiateromatoso, diurético e colagogo.

--------------------------

Berinjela Extrato Solanun melongena PRODUTO ORIGINAL.

Berinjela Extrato Solanun melongena PRODUTO ORIGINAL

Por ser essa fruta rica em proteínas, vitaminaas (A, B1, B2, B5, C), minerais (cálcio, fósforo, ferro, potássio, magnésio) e alcalóidees, que actuam diminuindo a pressão sanguínea, prevenindo a arterosclerosse, os naturalistas recomendam o seu consumo para prevenir alguns males referentes ao fluxo sanguíneo.
A berinjela em cápsulas é rica em fibras dietéticas solúveis.
As fibras podem auxiliar na redução da absorção de gorduras como o colesterol e na redução de açúcares.
O consumo diário de fibras dietéticas também favorece a normalização das funções intestinais.
A berinjela na forma de cápsulas apresenta fórmula concentrada, o que proporciona um uso prático e eficiente, já que a administração de três cápsulas diárias equivale a proximadamente 12 g do fruto da berinjela.
O extrato seco da berinjela é obtido a partir dos frutos de Solanun melongena ( Solonacea).
A berinjela contém vitaminas, minerais é abundante em alcalóides e pigmentos e sendo livre de toxinas.
Os ativos são os ácido cafeíco e clorogênico, colina e trigonelina.
A berinjela é emprega popularmente como hipocolesterolêmico, antiateretomatoso, diurético e colagogo, nas doses de 500 a 1000mg ao dia.

------------------------

A berinjela e seus benefícios.

A berinjela e seus benefícios
Saiba o que é verdade e o que é mentira quando o assunto é essa hortaliça
A berinjela é considerada um fruto de uma planta originária da Índia e cultivada na África. Provavelmente foi introduzida na Europa pelos Arabes e, posteriormente, veio para as Américas. É uma hortaliça anual, sendo que a época de seu plantio é de setembro a fevereiro e, em regiões de clima quente, é cultivada ao longo do ano. É considerada sensível ao frio, à geada e ao excesso de chuva na floração.

A berinjela é considerada um fruto de uma planta originária da Índia e cultivada na África. Provavelmente foi introduzida na Europa pelos Arabes e, posteriormente, veio para as Américas. É uma hortaliça anual, sendo que a época de seu plantio é de setembro a fevereiro e, em regiões de clima quente, é cultivada ao longo do ano. É considerada sensível ao frio, à geada e ao excesso de chuva na floração.

Tipos
A berinjela pode ser clara, rajada ou escuras, considerando também o seu comprimento e o seu diâmetro.

Desvendando alguns mitos
Nos últimos anos, o consumo de berinjela aparentemente aumentou devido às informações veiculadas sobre supostos benefícios que seu consumo ofereceria às pessoas. A idéia atual mais difundida é de que seu consumo regular ajudaria a diminuir os níveis de colesterol. Apesar de muitos acreditarem nesta informação, até o presente momento não existem estudos científicos realizados com humanos que comprovem, de maneira satisfatória, esta afirmação.

Um estudo realizado com o extrato seco da berinjela verificou uma pequena correlação entre a diminuição do colesterol e o consumo do extrato seco. Porém, a resposta clínica deste estudo não atingiu os valores estabelecidos pelos órgãos competentes.

Outro estudo não constatou nenhum efeito do seu suco misturado à laranja (200ml por dia), nos níveis plasmáticos de colesterol total e suas frações LDL, VLDL e HDL, bem como de triglicérides.

Apesar dos diferentes resultados, os pesquisadores em questão concordam que ainda existem poucas informações acerca dos benefícios que ela oferece com relação ao colesterol.

------------------------

Extrato seco de berinjela não diminui colesterol.

Extrato seco de berinjela não diminui colesterol
Com objetivo de investigar o potencial do extrato seco de beringela na redução dos índices de colesterol no organismo humano, a UEM realizou uma pesquisa com 41 voluntários com idade entre 20 e 70 anos, a maioria mulheres (85%). Contrariando o conhecimento popular, os resultados da pesquisa comprovaram, cientificamente, que o produto não possui efeito como substância hipolipemiante, ou seja, redutora de colesterol.

O trabalho, que é inédito em humanos, foi realizado pela professora Gisleine Elisa Cavalcante da Silva, do Departamento de Farmácia e Farmacologia. A pesquisa foi previamente aprovada pelo Comitê de Ética da UEM e faz parte da dissertação de mestrado da professora, sob a orientação do professor Roberto Barbosa Bazotte, do mesmo departamento.

O estudo simulou o processo de produção em escala industrial dos produtos adquiridos em farmácia na forma de cápsulas. Os voluntários foram divididos em dois grupos, um que recebeu cápsulas de Solanun melongena (nome científico da beringela) e outro que ingeriu placebo substância inerte, sem efeito sobre o organismo. Nenhum dos voluntários sabia o que estava ingerindo, se o placebo ou o extrato de berinjela.

O estudo durou 90 dias. Durante esse tempo, os voluntários passaram por entrevistas, exames clínicos e laboratoriais. Entre os fatores de risco observados pelos pesquisadores, destaca-se o fato de que 25% dos pacientes eram obesos e 48% estavam acima do peso normal.

Após os 90 dias ingerindo Solanun melongena ou placebo, os voluntários não apresentaram diferenças significativas de peso.

Quanto aos níveis de colesterol, houve reduções nas médias. Entretanto, as alterações não foram associadas a eventuais efeitos do produto, porque a diminuição dos índices médios do grupo placebo foi mais intensa (veja tabela). O grupo Solanun melongena, que, antes do tratamento, apresentava colesterol total 241,1 mg/dL teve o índice reduzido para 220,8 mg/dL. No grupo placebo, o índice caiu de 241,1 mg/dL para 212,0 mg/dL. Segundo os pesquisadores, a redução do colesterol dos voluntários pode ter sido provocada por mudanças de comportamento, apesar das recomendações recebidas antes do tratamento para que todos mantivessem hábitos normais de alimentação e de vida.

Gisleine da Silva e Bazotte ressaltam que os pacientes adquirem o extrato seco de berinjela em cápsulas pensando tratar-se de remédio, mas, legalmente, ele é suplemento alimentar. Nessa categoria, precisa apenas ser registrado no Ministério da Agricultura, e a bula não indica a substância como remédio.

Todavia, é comum o seu uso indiscriminado no tratamento do colesterol acima dos padrões normais, o que representa um sério risco ao paciente. Os pesquisadores alertam para o fato de que ?o conceito de que colesterol alto predispõe à aterosclerose, infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral é universalmente aceito pela comunidade científica, e apesar de constituir risco independente da doença arterial coronariana, sua associação com outros fatores de risco, como a obesidade, por exemplo, aumenta a prevalência de doenças coronarianas?.

Bazotte acrescenta que o risco é maior para quem não procura tratamento, contando apenas com os supostos efeitos do extrato de berinjela que, segundo a pesquisa, é ineficaz na tarefa de reduzir os índices de colesterol. Esse é um tempo perdido, de acordo com o professor, já que a doença continua evoluindo.
Importante dizer que na embalagem e na bula de um produto, constam informações sobre a utilização da berinjela na culinária e o progressivo aumento do seu consumo graças à alegação, popularmente transmitida, de que sua ingestão crua ou na forma de suco contribui para a diminuição da taxa de colesterol no sangue. Entretanto, na mesma embalagem e bula, o Ministério da Saúde adverte não existirem evidências científicas de que o extrato seco previna, trate ou cure doenças.

O estudo científico que comprova a ineficácia desse produto no combate ao colesterol foi publicado no boletim Arquivos Brasileiros de Endocrinologia e Metabologia (volume 48, n.º 3, junho de 2004) e está repercutindo em todo o Brasil. Em editorial do periódico, Eder Quintão, professor emérito de Endocrinologia da USP, ressalta que, ?mais uma vez, um produto comercializado tem sua utilidade descartada, somando-se às outras publicações do gênero, mostrando a ineficiência do extrato de berinjela na redução da colesterolemia. Resta saber se nossas autoridades do Ministério da Saúde coibirão a comercialização deste produto farmacêutico inútil?.

O estudo vem ganhando repercussão nacional

A pesquisadora da UEM contou com apoio financeiro da Steviafarma, de Maringá. Segundo ela, a empresa tinha interesse em comercializar o produto, caso ele fosse comprovadamente eficaz. A diretora de Projetos e Pesquisa da empresa, Helena Meneguetti Izo, diz que a Steviafarma tem vocação para produtos naturais e está sempre buscando alternativas, mas preocupa-se sempre em atender às exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
O Instituto de Endocrinologia de Maringá, a Divisão de Cardiologia da Sociedade Médica de Maringá, a Clínica do Coração e o Laboratório de Análises Clínicas Santo Antonio também contribuíram para o desenvolvimento do trabalho, que contou, ainda, com o apoio do CNPq.

-----------------------------

Emagrecedores

Emagrecer Emagrecimento Dietas Emagrecedor