Remedios e medicamentos para emagrecer até 17kg.

Emagrecedor

--------------------------

Remedios e medicamentos para emagrecer.

Você sabe a diferença entre remédio e medicamento?Saiba como diferenciar remédios de medicamentos e porquê as pessoas utilizam tanto estes produtos.
Você sabe a diferença entre remédio e medicamento? Estes termos parecem sinônimos, mas na verdade não são.

Remédio vem do latim remedium, aquilo que cura. Remédio é um termo mais amplo que medicamento.

Remédios são todos os recursos utilizados para curar ou aliviar a dor, o desconforto ou a enfermidade. Um preparado caseiro com plantas medicinais pode ser um remédio, mas ainda não é um medicamento.

Remédio é um termo amplo, aplicado a todos os recursos terapêuticos utilizados para combater doenças ou sintomas, como: repouso, psicoterapia, fisioterapia, acupuntura, cirurgia, etc.

Muitas vezes, não há necessidade de utilizar medicamentos para resolver problemas de saúde, um remédio já pode fazer efeito. Por exemplo, uma compressa fria em casos de contusão por uma queda.

Cuidado! Nem todos os remédios são isentos de risco! Por exemplo, o uso de vários chás e preparados de plantas podem causar reações adversas importantes.

--------------------------

Exemplos de remédios.

Um remédio é qualquer substância ou recurso utilizado para obter cura ou alívio. Diferentemente de fármaco, a substância utilizada não necessita ser conhecida quimicamente.1 Já medicamento, tem uso mais estrito a composição excipientes+fármacos, vendidos em farmácias e drogarias, utilizados na cura, prevenção e profilaxia, com uma série de regras e testes de qualidade que devem ser realizados para comprovar sua eficácia.
Exemplos de remédios3

Banho
Massagem
Chás caseiros
Alimentação saudável
Uso de ervas
Suplementos alimentares

------------------------

Novos medicamentos .

Novos medicamentos

A colocação de um novo medicamento no mercado de consumo pode ser desmembrada em quatro estágios diferentes:4
Pesquisa e desenvolvimento de novos fármacos: pode ser considerada a etapa mais complexa, do ponto de vista da complexidade tecnológica, incluindo uma série de testes necessários para identificar a potencialidade de ação terapêutica da substância, estudo de suas propriedades, verificação de toxicidade aguda e crônica, potencial teratogênico e a determinação de sua dose ativa. Posteriormente, o fármaco passa por testes farmacológicos e estudos farmacotécnicos e, finalmente, ensaios clínicos.
Produção industrial dos fármacos: consiste em estudos para a obtenção de processos de produção em escala industrial. Nesta etapa, passa-se da bancada laboratorial para a utilização de planta-piloto até se conseguir elevar os níveis de produção para a escala industrial.
Produção de especialidades farmacêuticas: consiste na elaboração de produtos nas suas diversas formas farmacêuticas (comprimidos, comprimidos revestidos, cápsulas, suspensões, injeções, soluções parenterais, supositórios etc.). Trata-se de atividade tipicamente de transformação.
Marketing e comercialização: pelas características especiais que adquire a propaganda das especialidades farmacêuticas e por necessitar de recursos de linguagem técnica diferenciados, é considerado um importante estágio tecnológico. Também não pode deixar de ser reconhecido como importante fator de competição da indústria farmacêutica.
Nos países desenvolvidos, estão presentes todos os estágios do processo produtivo. A situação nos países em desenvolvimento é diferenciada, pois as empresas operam apenas nas últimas etapas do processo, como a indústria farmacêutica brasileira, que registra desempenho apenas nos 3º e 4º estágios.

------------------------

Qual a diferença entre remédio e medicamento?

Qual a diferença entre remédio e medicamento?
Podemos começar dizendo que: "Todo medicamento é remédio, mas nem todo remédio é medicamento".
Quase todo mundo usa as palavras "remédio e medicamento" como sinônimos, mas não é bem assim, há uma diferença entre as duas.
Os medicamentos são preparações industrializadas ou manipuladas em farmácias de manipulação dentro de padrões rígidos do Ministério da Saúde.

Glóbulos homeopáticos adquiridos numa farmácia de homeopatia, com um laboratório que segue as normas de qualidade que garantam a segurança dos consumidores, é um medicamento.

Remédio é tudo que pode ser usado para curar ou aliviar doenças ou sintomas desconfortáveis: chá caseiro e o repouso, muito usados para aliviar os sintomas do resfriado; banhos quentes e massagens usadas para o alívio de tensões ou dores nas costas; prática de atividades físicas para evitar que doenças crônicas se manifestem e, também, os medicamentos usados para curar doenças em geral.

Conhecendo a diferença entre remédio e medicamento, fica fácil, agora, a gente perceber que aquele chá de erva doce que fazemos para nossos bebes não é medicamento, é um remédio, pois alivia as dores de barriga que fazem o recém nascido chorar tanto. Tampouco o chazinho de erva cidreira é medicamento, mas é um remédio muito bom para acalmar a jovem mamãe que chora junto com o seu bebezinho.

-----------------------------

Emagrecedores

Emagrecer Emagrecimento Dietas Emagrecedor