complementos vitaminicos -complementos vitaminicos faz Emagrecer até 17kg.

Emagrecedor

--------------------------

complementos vitaminicos.

COMPLEMENTOS VITAMÍNICOS
Com o ritmo de vida que a maioria das pessoas atualmente leva, muitas vezes fica difícil se alimentar corretamente, comer cinco frutas por dia e ainda incluir legumes, verduras, cereais integrais. E aí, soluções para facilitar o dia-a-dia e, ao mesmo tempo, manter a saúde, unem o útil ao agradável sob forma de pós, shakes e cápsulas.
a era moderna dos suplementos ou complementos, as vitaminas, minerais e outros componentes sintetizados em laboratório que podem suprir aquilo que não é conseguido com a alimentação.
"Se o organismo não tem 'combustível', não funciona direito, então começam a surgir sintomas como falta de disposição, concentração, ganho de peso. Antes de chegar nesse quadro, algumas pessoas sentem necessidade de recorrer ao suplemento para suprir a falta na ingestão dos nutrientes", afirma a nutricionista funcional Patrícia Davidson.

Os complementos não são considerados medicamentos, mas tomá-los achando que precisa, mesmo sem necessidade, é algo que deve ser visto com reservas. "Os suplementos nutricionais disponíveis no mercado, em sua maioria, não apresentam riscos de super dosagens, pois a quantidade nas cápsulas de vitaminas, minerais e antioxidantes se encontra dentro das recomendações de segurança", diz Patrícia. Mas, nem por isso, o consumo deve ser desenfreado. "Tudo tem que ter indicação médica. Em alguns casos, as recomendações dos órgãos de saúde precisam ser ultrapassadas para a correção de deficiências mais específicas e o acompanhamento de um profissional é essencial nestes casos", adverte a nutricionista. Patrícia deixa claro ainda que o organismo prefere muito mais a vitamina C de uma laranja, por exemplo, do que a de um comprimido vitamínico.

--------------------------

Estudo diz que complementos vitamínicos são inúteis ou mesmo perigosos.

Estudo diz que complementos vitamínicos são inúteis ou mesmo perigosos
Os complementos vitamínicos são inúteis para a maioria das pessoas e alguns podem mesmo acarretar risco de vida para mulheres mais velhas, segundo um estudo publicado na segunda-feira nos Estados Unidos.

Os complementos de ferro figuram entre os que mais preocupam os investigadores, enquanto os de cálcio parecem estar ligados a uma redução do risco de mortalidade refere o estudo dos Archives of Internal Medicine, uma publicação da Associação Médica Americana.

"Descobrimos que diversos complementos vitaminados ou minerais frequentemente utilizados, como os produtos multivitaminados, as vitaminas B6, ácido fólico, ferro, magnésio, zinco e cobre, estão relacionados com riscos mais elevados de mortalidade", dizem os autores.

As conclusões foram obtidas por uma investigação realizada no Estado de Iowa, no centro dos Estados Unidos, incluindo questionários preenchidos por 38.772 mulheres com uma idade média de 62 anos. Depois de consumirem complementos vitamínicos em 1986, 1997 e 2004, a taxa de mortalidade passou de 66 por cento em 1986 para 85 por cento em 2004.

De acordo com o estudo, o ferro está "fortemente" ligado ao aumento da mortalidade, em função das doses absorvidas. Os autores notam, no entanto, que não têm condições para determinar se as razões que levaram estas mulheres a absorver ferro podem explicar o aumento da taxa de mortalidade e adiantam que são necessárias mais investigações. O cálcio, em contrapartida, esteve ligado a uma redução da mortalidade.

Estas descobertas "reforçam a [nossa] convicção que certos complementos antioxidantes, como a vitamina E, e vitamina A ou de betacaroteno, podem ser perigosos", referem os médicos num comentário que acompanha o estudo, adiantando que não recomendam o consumo preventivo de tais complementos, "sobretudo quando se trata de uma população bem alimentada".

Cerca de metade da população norte-americana toma complementos vitamínicos, que representam um mercado de 20 mil milhões de dólares (14,6 mil milhões de euros).

------------------------

sobre suplementos vitamínicos .

sobre suplementos vitamínicos
O médico Alexandre de Luca, especialista em medicina integrativa, esclarece as 10 principais dúvidas sobre os suplementos vitamínicos e suas funções
O médico Alexandre Castelo Branco de Luca (MD e PhD - Diretor Geral da Clinica Dhâranâ/São Paulo e Chefe do Ambulatório de Acupuntura da Disciplina de Ginecologia do HC-FMUSP) esclarece as 10 principais dúvidas sobre os suplementos vitamínicos e suas funções no combate às doenças e melhoria da saúde e qualidade de vida.
As vitaminas engordam?
É um dos grandes mitos da era moderna a respeito das vitaminas, pois as vitaminas não têm calorias, assim sendo, não engordam. As vitaminas têm como função intensificar e aprimorar as reações químicas e enzimáticas celulares agindo na proteção celular, rejuvenescimento e antioxidação.
- Elas são realmente necessárias?
Sim, pois o seu déficit no organismo pode causar muitas doenças e manifestações clínicas de problemas no seu corpo. A otimização das enzimas, reações químicas e efeito antioxidante proporcionam ao organismo um bem estar, melhora dos sintomas e prevenção contra futuras doenças, e melhora do estado geral dos pacientes que já apresentam algum tipo de doença.
- Quais as suas funções? Para que servem?
As funções das vitaminas são inúmeras, as quais vão desde a regulação das atividades enzimáticas celulares, reações químicas que regularizam o nosso metabolismo, agentes antioxidantes os quais neutralizam os radicais livres (radicais livres: são substâncias extremamente reativas que provocam efeito oxidante e degenerativo destruindo nossas células e nosso sistema imunológico.), bem como na prevenção de futuros danos celulares que poderão desenvolve doenças degenerativas e até câncer.

------------------------

vitamina Motivadas pela publicidade.

Motivadas pela publicidade, algumas pessoas insistem em tomar suplementos para complementar a alimentação, alegando querer melhorar a saúde e o bem-estar. "Mas a real necessidade apenas pode ser avaliada pelo profissional de saúde, que pelos sinais e sintomas do paciente pode detectar alguma carência e optar pelo uso do suplemento. Não adianta comprar qualquer suplemento na farmácia porque, muitas vezes, a quantidade e a qualidade é tão baixa que a pessoa literalmente está jogando dinheiro no lixo", esclarece Patrícia.

Ela afirma que o maior vilão dessa carência de vitaminas é a falta de diversidade de alimentos. "A maioria das pessoas tem uma alimentação muito monótona e come todos os dias a mesma coisa, o que restringe e muito a oferta e o aproveitamento de vitaminas e minerais". Além disso, Patrícia relata que a alimentação atual do brasileiro é extremamente pobre, o que dificulta ainda mais a ingestão de todos os nutrientes necessários. "A maioria não dá muita importância e não tem o hábito de consumir vegetais e frutas em geral", lamenta.

A pedido do Vila Equilíbrio, Patrícia deu algumas dicas de alimentação para que você não precise apelar para os suplementos, visando à complementação de nutrientes:

- Os vegetais folhosos verdes escuros - como couve, brócolis, rúcula - são os personagens principais e que nunca devem faltar no prato, pois possuem praticamente todos os nutrientes que faltam na dieta do brasileiro, como cálcio, magnésio, vitamina K, C e A.

O cálcio também está presente no gergelim, salmão, nos ovos e nos cereais. O cálcio consumido via leite e seus derivados, tem aproveitamento baixo, pelo organismo, sem boa absorção. No caso de vegetais verdes escuros, apesar da quantidade não ser tão grande, o aproveitamento é bem elevado e, por isso, pode ser uma escolha mais interessante.

- O magnésio também está presente em cereais como o arroz integral. É um mineral essencial, que faz parte de mais de 250 reações enzimáticas no organismo e é super importante para a produção de energia. Podemos encontrar a vitamina K na alface, na couve-flor, no espinafre, no repolho e, em menor proporção, nos cereais como o trigo e a aveia

- A vitamina A tem como fonte, além dos vegetais verde-escuros, a cenoura e as frutas amarelo-alaranjados.

- A vitamina E pode ser encontrada, principalmente, em óleos vegetais, frutas oleaginosas em geral, como nozes, amêndoas e castanhas e no gérmen de trigo

-----------------------------

Emagrecedores

Emagrecer Emagrecimento Dietas Emagrecedor