EMAGRECER -Emagrecer Rapido até 17kg.

Emagrecedor

--------------------------

dolomita emagrece.

Dolomita emagrece
Muitas pessoas se perguntam se Dolomita emagrece, mas a resposta é não. A dolomita é suplemento mineral de cálcio e magnésio usado para tratar diversas doenças, mas até agora não ouve nem um estudo que comprovasse que dolomita tivesse alguma relação com a perca de peso.

Dolomita benefícios
Para você ter uma ideá de como a dolomita pode ser benéfica ela previne como tambem ajuda a tratar as doenças abaixo.
Ajuda a combater a artrose, processos inflamatórios, tremores, osteoporoses, artrite, tendinite até mesmo enxaqueca e gripe. Essas não são as únicas doenças que a dolomita pode ajudar a combater existem diversas outras.

Curiosidade
A dolomita tem esse nome em homenagem ao geólogo que a descobriu o francês Déodat de Dolomieu.

--------------------------

Dolomita contra artrite e reumatismo.

Dolomita contra artrite e reumatismo
O uso medicinal da argila é antigo. Ela estava presente na cosmetologia egípcia. Babilônios, assírios e chineses a utilizavam em problemas digestivos. Avicena, o "príncipe dos médicos", fala da argila, assim como Homero e Hipócrates, o "pai da medicina", a usava interna e externamente.

Talvez o pouco uso da geoterapia se deva à contaminação ambiental, o que restringe o local de coleta a áreas virgens, longe de plantações (por causa de agrotóxicos) e esgotos. A argila deve ser retirada de, no mínimo, um metro de profundidade, peneirada e guardada em recipiente não metálico. Algumas vezes deve ser exposta ao sol antes do uso.

No cenário moderno da geoterapia, surge a dolomita, carbonato duplo de cálcio e magnésio, rocha descoberta pelo geólogo francês Deodat Dolmieu, nos Alpes tiroleses (1750-1801). Desde 1930, ela é analisada para tratamento de osteoporose. É branca, podendo chegar a uma textura finíssima, o que favorece a absorção.

Pesquisas realizadas no Instituto Weismann, de Israel, com um calcário dolomítico brasileiro comprovaram a presença de calcitriol, hormônio que fixa o cálcio nos ossos e atua em mais de 30 tecidos, produzindo aumento de trabéculas de medula vermelha e de massa óssea nos frangos que receberam suplemento do produto na ração, aumento da calcificação da matriz inorgânica, da flexibilidade e maleabilidade da matriz orgânica; redução dos sintomas e dor na osteoporose; estmímulo do crescimento infantil com vantagens sobre o leite de vaca.

O suplemento via oral, em média de três gramas por dia, pode ser usado como terapia complementar para tendência à desmineralização óssea, cardiopatias, hipertensão, diabetes, distúrbios gastrointestinais, gastralgias, diarreia, câimbras, tendinite, dores musculares e articulares, fibromialgia, Dort, luxações recidivantes, bursite, processos inflamatórios, baixa imunidade, TPM, cólica menstrual, metrorragia, espasmos brônquicos, queimaduras, úlceras de perna, e sempre que for necessária a regeneração tecidual.

------------------------

DOLOMITA EM PÓ.

DOLOMITA EM PÓ

A Dolomita é obtida de uma rocha calcária encontrada no Brasil. è um produto de origem natural, composto por cálcio e magnésio, dois minerais inseparáveis, que sempre atua em conjunto no organismo.
A falta de cálcio leva carência de magnésio. Já ao excesso de cálcio ao ser metabolizado, absorve quantidades excessivas de magnésio, provocando mais uma vez sua carência.

A Dolomita cálcio e magnésio, na proporção certa, ou seja, em torno de uma das partes de cálcio para uma de magnésio, combinação perfeita, elaborada pela própria natureza com alta absorção pelo organismo.

Foi constatado em pesquisas feitas em academias e equipes de ginástica olímpica, o aumento de até 30% da elasticidade muscular com o uso de Dolomita durante o período de um ano. Combate ainda, a fadiga muscular e apresenta benefícios em casos de rigidez muscular.
A Dolomita fornece minerais essenciais para o equilíbrio das funções dos nervos e para problemas de articulações. Além de contribuir na recuperação de fraturas e na formação de dentes fortes, a Dolomita tem demonstrado ser uma grande ajuda na prevenção da osteoporose.

------------------------

Indicações da dolomita pó ou cápsulas.

Indicações da dolomita pó ou cápsulas
Pode ser considerado um suplemento de mineral, é feito basicamente de cálcio e magnésio e estes dois minerais possuem papel fundamentar no funcionamento do organismo a dolomita pode ser encontrada para ser comprada em pó ou cápsulas.

Dolomita um ótimo produto natural

Um dos produtos naturais mais conhecidos no Brasil e usado a vários anos na manutenção da saúde de inúmeras pessoas, por ser básicamente constituida de cálcio e magnésio ela auxiliam no desenvolvimento e manutenção dos ossos, dentes e tecidos calcificados desta forma previne e osteoporose, mas além disso no processo da contração muscular sendo indicada para praticantes de esportes profissionais ou amadores.

Além de todos estes benefícios a dolomita também tem papel fundamentar na duplicação do DNA humano, podendo assim evitar doenças associadas ao mal funcionamento do núcleo celular, também auxilia na produção de energia e coagulação sanguínea, pode ser usada especialmente por pessoas que tenham diabetes e tem grande dificuldade de cicatrização.
Para comercialização pode ser comprada em farmácias e lojas de produtos naturais, a dolomita tem ainda uma indicação de auxiliar diminuir a sensação de queimação no estômago, pode ser ingerida em pó diluida em água ou em cápsulas. E na forma de pó é largamente utilizada para fabricação de máscaras faciais para limpeza de pele e estética.

-----------------------------

Cálcio e Magnésio PHYTOMARE.A base de Dolomita.

Cálcio e Magnésio PHYTOMARE.A base de Dolomita.
SUPLEMENTO DE CÁLCIO E MAGNÉSIO À BASE DE DOLOMITA.

A dolomita é extraída de rochas de origem calcária, sendo purificada por processos tecnológicos adequados, a fim de eliminar contaminantes biológicos e químicos, como os metais pesados.
A dolomita é composta principalmente de carbonato de cálcio e magnésio numa proporção ideal (2:1), favorecendo a absorção desses minerais pelo organismo.
É como fonte de cálcio e magnésio.

O Cálcio participa na formação dos dentes, ossos, cartilagens e músculos, transmite impulsos nervosos, e permite o crescimento e desenvolvimento normal do ser humano. A carência deste mineral provoca irritabilidade, nervosismo, convulsões e cãibras.

O Magnésio contribui na regularização dos níveis de cálcio no organismo, fortalece nervos e músculos, auxiliando portanto nos batimentos cardíacos, na regularização da pressão sanguínea.

------------------------------

AS MARAVILHAS DA DOLOMITA.

AS MARAVILHAS DA DOLOMITA
O uso medicinal da argila é antigo. Ela estava presente na cosmetologia egípcia. Babilônios, assírios e chineses a utilizavam em problemas digestivos. Avicena, o "príncipe dos médicos", fala da argila, assim como Homero e Hipócrates, o "pai da medicina", a usava interna e externamente.
Talvez o pouco uso da geoterapia se deva à contaminação ambiental, o que restringe o local de coleta a áreas virgens, longe de plantações (por causa de agrotóxicos) e esgotos. A argila deve ser retirada de, no mínimo, 1 metro de profundidade, peneirada e guardada em recipiente não metálico. Algumas vezes deve ser exposta ao sol, antes do uso.
No cenário moderno da geoterapia surge a dolomita, carbonato duplo de cálcio e magnésio, rocha descoberta pelo geólogo francês Deodat Dolmieu, nos Alpes tiroleses (1750- 1801). Desde 1930, é analisada para tratamento de osteoporose. É branca, podendo chegar a uma textura finíssima, o que favorece a absorção.
Falam as pesquisas
Pesquisas realizadas no Instituto Weismann, de Israel, com um calcário dolomítico brasileiro comprovaram a presença de calcitriol, hormônio que fixa o cálcio nos ossos e atua em mais de 30 tecidos, produzindo aumento de trabéculas de medula vermelha e de massa óssea nos frangos que receberam suplemento do produto na ração, aumento da calcificação da matriz inorgânica, da flexibilidade e maleabilidade da matriz orgânica; redução dos sintomas e dor na osteoporose; estmímulo do crescimento infantil com vantagens sobre o leite de vaca.
O suplemento via oral, em média de 3g por dia, pode ser usado como terapia complementar para tendência à desmineralização óssea, cardiopatias, hipertensão, diabetes, distúrbios gastrointestinais, gastralgias, diarréia, câimbras, tendinite, dores musculares e articulares, fibromialgia, DORT, luxações recidivantes, bursite, processos inflamatórios, baixa imunidade, TPM, cólica menstrual, metrorragia, espasmos brônquicos, queimaduras, úlceras de perna, e sempre que for necessária a regeneração tecidual.
Talco
O uso em pó tem ação anti- hemorrágica, desodorante e cicatrizante. Pode ser usado em casos de gengivite, afta, pré- dentição, pós- extração dentária, higiene oral e lesões genitais. Na pele, é aplicado em ferimentos, escoriações, assaduras, mau cheiro nos pés, micoses e após a depilação. Previne escara quando espalhado no lençol de pessoas acamadas, melhorando o deslizamento da pele e aumentando a sua resistência.
Adicionando dolomita à água (2 litros de água para 1/ 2 copo de dolomita) obtém- se uma água argilosa para banho tanto para crianças como adultos, em casos de brotoeja, prurido e problemas dermatológicos. Uma colher (chá) de dolomita em pó num copo de salmoura aumenta o efeito antiinflamatório e analgésico. É usada em gargarejos nos casos de amigdalite e laringite. Em congestão nasal, rinite e sinusite, devem ser aplicadas duas a 3 gotas em cada narina, duas a 4 vezes ao dia.

Pasta e banho
Misturando- se água à dolomita, na proporção de uma parte de água para duas de dolomita, obtém- se uma pasta homogênea. A água pode ser substituída por chás (gengibre, para dores articulares) ou soro fisiológico (úlceras varicosas). A pasta tem ação analgésica, refrescante, antitérmica, relaxante e cicatrizante. É útil para casos de DORT, dores articulares, erisipela, seborréia, queimadura solar, psoríase e estado febril.
A pasta de dolomita tem uso intravaginal, em casos de candidíase, leucorréias, bem como para hemorróida interna, fissura e prurido anal.
O banho é indicado em casos de fibromialgia, insônia, depressão, pós- lipoaspiração, cirurgia de varizes. O uso estético de dolomita é útil no tratamento de estrias, flacidez, celulite e para amenizar rugas de expressão facial, olheiras, manchas e quelóide.

Cataplasma
A profundidade do efeito da dolomita é proporcional à espessura da aplicação. Atualmente existe uma apresentação prática de cataplasmas de vários tamanhos, fáceis de manejar e fixar. A cataplasma é preparada no tamanho proporcional à região a ser tratada. É aplicada em casos de sinusite, cistite, otite, na região pulmonar, sobre o fígado e em dores articulares crônicas.
Como a argila atrai toxinas para a superfície da pele, lembre- se da importância da desintoxicação intestinal nos casos de constipação, para evitar reações dermatológicas, embora isso seja muito raro. Em tais casos, a aplicação externa deve ser suspensa, utilizando- se apenas o pó, até que o nível toxêmico seja reduzido.
Para potencializar o efeito da dolomita, ela deve estar associada a outras terapias naturais, como a fitoterapia, hidroterapia e dietas especiais. O paciente deve sempre ser aconselhado a melhorar o estilo de vida através da utilização do ar puro, luz solar, água pura, repouso, exercícios, alimentação natural, além de evitar estimulantes, e manter uma atitude confiante no dia- a- dia.

------------------------

Emagrecedores

Emagrecer Emagrecimento Dietas Emagrecedor