CARALLUMA -CARALLUMA emagrece até 17kg.

Emagrecimento Rápido

--------------------------

CARALLUMA.

A cada estação, surge uma novidade para emagrecer - fórmulas milagrosas, plantas do momento. O hit da vez é a caralluma fimbriata. O cacto comestível, de origem indiana, é tradicionalmente consumido para saciar a fome, cru ou cozido. Aqui, é comercializado o extrato seco, geralmente em cápsulas. As promessas para o emagrecimento são muitas: de perda de apetite a diminuição de gordura corporal.

A caralluma fimbriata foi descoberta baseada no seu uso em países do oriente. "Principalmente na Índia, onde é utilizada há séculos para reduzir a sensação de fome e sede em períodos de carência de água e alimentos e em longas viagens por regiões áridas", explica Dr. Roberto Boorhem, presidente da Associação Brasileira de Fitoterapia.

Quanto à sua ação no organismo, Boorhem esclarece: "foi comprovado um aumento da sensação de saciedade em animais e humanos, não apresentando atividade emagrecedora". Ou seja: a planta tira a fome, mas não tem atividade diurética ou de aceleração do metabolismo.

Atualização: no dia 21/12, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) suspendeu a comercialização no Brasil de compostos para emagrecimento, entre eles a caralluma fimbriata. Saiba mais aqui.

Por isso, a substância não emagrece. Dr. Márcio Mancini, presidente do departamento de obesidade da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, cita um dos únicos estudos com a caralluma fimbriata na redução de medidas, uma pesquisa realizada pela St. John's National Academy of Health Sciences, na Índia, com 50 pessoas por 60 dias. Na pesquisa, foi observada diminuição da fome com o uso do extrato. "O estudo mostrou que não houve redução de peso nem de circunferência da cintura com o seu uso durante o período", alega o médico. Mancini não a recomenda. "Não há provas de que faça efeito".

--------------------------

Caralluma fimbriata é falso emagrecedor.

Caralluma fimbriata é falso emagrecedor
O extrato obtido de um cacto indiano tem sido a onda da vez das propagandas que prometem quase tudo na área do emagrecimento. A caralluma fimbriata já é febre nos EUA e invadiu rapidamente o Brasil.
Fizemos uma avaliação dessa planta, e verificamos que se trata de um fitoterápico e não é considerado alimento pela Anvisa. Os poucos estudos realizados com ela não são focados nos benefícios atribuídos a planta, ou seja, perda de peso. Uma importante revista semanal de circulação nacional entrevistou recentemente vários especialistas e todos concordaram que as alegações são falsas.

No entanto, o entusiasmo das mulheres por esse "produto natural" se deve principalmente a depoimentos de consumidores que asseguram a perda de até 11 kg em 4 semanas. É só buscar caralluma fimbriata na web e verá inúmeros textos exaltando os efeitos milagrosos desse novo suposto emagrecedor. No entanto, surge aquela dúvida: isso funciona mesmo?

Vamos entender melhor o que é a caralluma.

A caralluma é uma fibra vegetal obtida a partir do extrato seco de um cacto de origem indiana, com grande prevalência principalmente no interior da Índia.
A descoberta do medicamento foi resultado de um estudo envolvendo povoados da Índia que mastigavam o cacto em sua preparação para grandes viagens, no intuito de inibir o apetite. O uso se tornou habitual na região por séculos. Nesses povoados, a planta é normalmente consumida de três formas: cozida, em conserva e até mesmo crua.

Assim, com o desejo de perder peso e a promessa de continuar tendo energia, o produto virou febre no Brasil, sendo comercializado principalmente na forma de cápsulas por farmácias de manipulação.

No entanto, uma reportagem exibida no programa Fantástico da Rede Globo, em dezembro de 2010, relatou os falsos remédios para emagrecimento, entre eles a caralluma fimbriata. Complementando a reportagem a agência reguladora de medicamentos destacou que o produto não é regularizado no Brasil e não tem qualquer comprovação de segurança e eficácia, provocando destacável polêmica entre as inúmeras consumidoras do medicamento no país.

No dia seguinte à exibição do programa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária editou resolução que proíbe a importação, fabricação, distribuição manipulação e comercialização de produtos que contenham caralluma fimbriatta. Segundo a Resolução RE 5915, de 20 de dezembro de 2010, a proibição ocorreu devido à falta de evidências científicas quanto à eficácia e segurança da planta. Uma matéria tem sido veiculada na imprensa sobre um estudo afirmando o potencial dessa planta em reduzir o peso corporal. No entanto, não existe tal estudo e todos os logos que aparecem na página (Globo, CNN, etc.) bem como a imagem do Fantástico foram utilizados para dar credibilidade, mas no fundo é pura enganação.

------------------------

Caralluma fimbriata.

Caralluma fimbriata
Caralluma fimbriata é uma planta suculenta da família Asclepiadaceae.
Tem sido utilizada tradicionalmente por muitos povos como supressora do apetite e recentemente o seu extracto começou a ser usado para o emagrecimento.
Há muitos anos atrás, já os indianos mascavam a planta para suprimir a fome em dias de caça. Esta planta é usada por classes de trabalhadores da Índia com o intuito de reduzir o apetite e aumentar a resistência. Considerada riqueza do país, o Ministro da Saúde da Índia, listou Caralluma Fimbriata como um vegetal e como um alimento para a fome. Os componentes fitoquímicos da planta são Bitter Principles, Pregnane Glycosides, Flavone Glycosides, Megastigmane Glycosides, Saponins, etc.

------------------------

A ação da caralluma.

A ação da caralluma
A subtância pode ser um auxiliar no emagrecimento, por ajudar a reduzir parcialmente o apetite. É prescrita, diz Boorhem, "para obesos com excesso de apetite, pois facilita a redução da ingestão de alimentos em dietas para controle do peso". A ação da planta, explica o médico, se dá "provavelmente por ação no centro regulador da fome no hipotálamo e por estímulo inibitório do apetite a partir do estômago".

Por mais que seja uma substância natural, não se automedique. "Produtos para controle do peso, mesmo fitoterápicos, somente devem ser utilizados num contexto de tratamento com profissionais de saúde especializados", alerta Boorhem.

O médico ainda observa: não se deixe enganar por promessas milagrosas. "Frequentemente, além de não apresentarem os resultados prometidos, ainda desfocam o paciente obeso da necessidade de dietas e atividade física".

-----------------------------

Emagrecer Urgente

Emagrecer Emagrecimento Dietas Emagrecedor