ERVA DE PASSARINHO -ERVA DE PASSARINHO CURA PODEROSA.

Emagrecimento Rápido

--------------------------

ERVA DE PASSARINHO.

Planta da família das Loranthaceae, também conhecida como enxerto de passarinho, passatinheiro e visgo. Erva parasita agressiva, de caule hastado, extremamente flexicíel e longo, que se fixa a planta parasitada e penetra a casca para extrair nutrientes. As folhas são alternas, ovadas, coriáceas, verde-brilhante; as flores são diócas, verdes, miúdas, insignificantes e aparecem em pequenos caches de 3 ou 5.0, pequeno fruto e uma baga globular amarela com 1 ou 2 sementes e com polpa visguenta - dai seu nome, necessário a sua propagação, pois as sementes ficam aderidas ao tronco do seu hospedeiro pelo tempo necessário a sua germinação. No local onde germina emite uma raiz que perfura a casca e extrai água e nutrientes para seu rápido desenvolvimento. A planta e propagada pelos pássaros, muito eficazmente, e cobrem totalmente a planta hospedeira, matando-a.

Parte utilizada: Folhas frescas.

Habitat: E espontânea no Brasil, em vários estados.

--------------------------

Propriedades da erva de passarinho: Adstringente e usada nas afecções respiratórias..

Propriedades : Adstringente e usada nas afecções respiratórias.

Modo de usar:

- Suco das folhas frescas: bronquite, pneumonia, pleurisia, hemoptise, dor no peito, pontada e outras afecção respiratórias;

- Decocção das folhas: doenças do útero, hemorragia.

Posologia: Adultos 2g de folhas secas ou 4g de folhas frescas (1 colher de sopa para cada xícara de água) em infuso até 3 vezes ao dia, com intervalos menores que 12 hs; Crianças tomam de 1/3 a 1/2 dose de acordo com a idade.

Farmacologia: A espécie europela. bem estudada e documentada. oferece urna gama interessante de açbes farmacológicas e por suas semelhanças com a espécie brasileira. foi inclulda no presente trabalho na esperança de que a nossa espécie também seja alvo de Interesse O Dr. Botsans faz referência a uma espécie de Visgo, vulgarmente chamada enxerto-de-passarinho. com propriedades semelhantes a espécie européia. refere-se ao seu habitat como sudeste brasileiro e relata ser de dificil ontenção no Brasil

------------------------

ERVA DE PASSARINHO - Struthanthus flexicaulis.

ERVA DE PASSARINHO - Struthanthus flexicaulis
Struthanthus flexicaulis pertence à família Loranthaceae e é considerada uma das hemiparasitas brasileiras mais comuns, com ampla
distribuição nas áreas de cerrado do Brasil Central . Esta espécie possui ramos longos e flageliformes, que se enrolam na copa das hospedeiras e emitem novos ramos que parasitam as plantas vizinhas. As plantas do gênero Struthanthus são conhecidas como erva-de-passarinho, que ataca geralmente as plantas lenhosas e as árvores, principalmente os de laranjeiras e goiabeiras. Sugando sua seiva e podendo causar até sua morte se não for retirada. A parasita recebeu esse nome porque se espalha com a ajuda de passarinhos: eles ingerem as sementes que são eliminadas mais tarde, junto com as fezes.

INDICAÇÃO: O Chá de Erva de Passarinho => Afecções respiratórias, bronquite, doenças do útero, dor no peito, hemoptise, hemorragia, pleurisia, pneumonia, pontada.

COMO FAZER: Em um litro de água fervente 2 colheres de sopa da Erva, deixe levantar fervura. Desligue o fogo e abafe por dez minutos.

COMO BEBER: Tomar 2 a 3 xícaras ao dia.

------------------------

ERVA DE PASSARINHO - Struthanthus flexicaulisDICA VERDE.

ERVA DE PASSARINHO - Struthanthus flexicaulisDICA VERDE

A erva-de-passarinho é uma planta superior, parasita, que ataca geralmente as plantas lenhosas e as árvores, sugando sua seiva e podendo causar até sua morte se não for retirada. A parasita recebeu esse nome porque se espalha com a ajuda de passarinhos: eles ingerem as sementes que são eliminadas mais tarde, junto com as fezes. Em Dourado, as principais espécies parasitadas são: ipê amarelo, caqui, santa bárbara, pitangueiras entre outras.
O parasitismo acontece em organismos que se instalam no corpo de outros seres para deles extrair alimento. Esses organismos são chamados parasitos, e os seres que lhes servem de alimento e moradias são conhecidas como hospedeiros. Apesar de não causar a morte, pelo menos imediata, de seu hospedeiro, enfraquece e prejudica suas funções orgânicas, sendo responsável por várias de suas doenças.
O termo hemiparasita designa, por exemplo, a erva-de-passarinho, por ser uma planta clorofilada, capaz de realizar fotossíntese, mas para isso absorve de outros vegetais a seiva bruta (água e sais minerais retirados do solo).
Maleficidade da erva-de-passarinho
De difícil combate, a erva emite raízes especiais denominadas haustórios, que penetram no caule e nos ramos da planta hospedeira, sugando-lhe a seiva e causando sua degeneração. Os biólogos não sabem dizer exatamente quanto tempo uma árvore contaminada pela erva-de-passarinho demora a morrer. O tempo de vida da árvore, após a contaminação, depende de sua espécie, da qualidade do solo e de seu nível de estresse, que está ligada ao local onde esteja fixada e ao nível de poluição do ar no lugar onde viver.
Beneficidade da erva-de-passarinho
A erva-de-passarinho, Struthantus flexicaulis, o seu suco das folhas frescas, é recomendado para: Bronquites, pneumonia, pleurisias, hemoptises, dores no peito, pontadas e outras afecções respiratórias. O chá das folhas, por decocção (cozimento): Doenças do útero e hemorragias.
Erradicação da erva-de-passarinho
O combate é feito única e exclusivamente através da poda, que deve ser feita preferencialmente durante o inverno, pois as folhas das árvores secam e a praga fica mais visível. A erva de folha graúda, é mais visível e fácil de ser combatida, dificilmente volta a se manifestar sozinha na árvore após esta ser podada. Já a erva de folha miúda volta a se desenvolver caso seja deixada uma única folhinha. Muitas vezes, seu hospedeiro precisa, além da poda, enfrentar uma raspagem.
O que fazer? Erradicar ou não?
Verifica-se a simbiose entre a erva-de-passarinho (hemiparasita) e os pássaros. Como também a importância do vegetal como planta medicinal. Em contrariedade se vê literalmente a parasitologia colossal da erva-de-passarinho no seu hospedeiro.
Desta forma chamamos a atenção, do poderio floral que temos em nossas mãos, para sabermos se podemos extinguí-la ou preservá-la em nossa biodiversidade. Em sua casa você decide se está planta deve permanecer em suas árvores ou ser retirada, isso vai depender se você quer ter mais uma planta medicinal e utilizá-la como tal ou ter uma árvore em sua residência com um hospedeiro agressivo e que pode levá-la a morrer.
Detalhe muito importante: não confundir com pequenas touceiras de bromélias nativas que são epífitas e que ao contrário da erva-de-passarinho utilizam os galhos das árvores somente como apoio.

-----------------------------

Emagrecer Urgente

Emagrecer Emagrecimento Dietas Emagrecedor