ERVA DE SÃO JOÃO -ERVA DE SÃO JOÃO CURA PODEROSA.

Emagrecimento Rápido

--------------------------

ERVA DE SÃO JOÃO.

Erva-de-são-joão ou Hipérico (português brasileiro) ou Hipericão (português europeu) (Hypericum perforatum) é uma planta herbácea perene, pertencente à família Hypericaceae e antes incluída nas famílias Guttiferae ou Clusiaceae e largamente distribuída na Europa, Ásia, norte da África e aclimatada nos Estados Unidos.
A planta

É um pequeno arbusto, de porte erecto, atingindo cerca de 1 metro de altura. As folhas são opostas, sésseis, dotadas de glândulas translúcidas, que podem ser observadas colocando-se a folha contra a luz. As flores são numerosas, persistentes, de coloração amarela e possuem pequenos pontos pretos ao longo das margens das flores que contêm elevadas concentrações do pigmento vermelho hipericina.

--------------------------

Como funciona a erva-de-são-joão.

Como funciona a erva-de-são-joão
Cerca de 20 milhões de americanos sofrem de depressão. Um estudo de 1994, publicado no British Medical Journal (em inglês), indicou que a erva-de-são-joão é tão eficaz quanto os antidepressivos comuns e melhor do que os placebos no tratamento de depressões leves a moderadas.
A erva-de-são-joão e sua eficácia, são freqüentemente discutidas em vários noticiários e na mídia, em geral, com cada vez mais pessoas ficando interessadas no que essa erva pode fazer por elas. Muitas pessoas já ouviram falar da erva, mas não têm certeza do que ela é, para quê é usada e quais são seus efeitos colaterais.

Neste artigo, você vai aprender sobre a erva-de-são-joão, seus usos e as razões da sua eficácia.
Remédio ou charlatanice
A erva-de-são-joão (Hypericum perforatum) é um arbusto com flores douradas. Algumas pessoas acreditam no seu efeito terapêutico para tratamento da depressão e da dor. Pacientes com depressão estão recorrendo à erva-de-são-joão devido ao fato de que várias drogas usadas no tratamento desse mal têm efeitos colaterais graves e torcem para que um medicamento derivado de uma planta possa causar menos problemas.
Os ingredientes terapêuticos ativos na erva-de-são-joão são a hipericina, pseudohipericina e xantonas, embora outros componentes possam apoiar a ação deles. Os preparados com extrato da erva-de-são-joão são padronizados em 0,3% de hipericina. A dosagem típica para um adulto é de 300 mg 3x ao dia, o que significa que uma pessoa tomando erva-de-são-joão recebe 2,7 mg diários de hipericina.

------------------------

Erva de São João: remédio santoComo actua?

Erva de São João: remédio santoComo actua?
A hipericina (o principal composto) possui actividade anti-microbiana e anti-cancerígena, para além de um efeito antidepressivo. A hiperforina tem também uma acção antidepressiva, mas por um mecanismo fisiológico diferente. Outros componentes, como os taninos e o óleo essencial, conferem à planta uma actividade anti-séptica e cicatrizante. Os flavonóides têm um efeito anti-inflamatório e vasoprotector capilar. O conjunto de todos estes componentes e respectivas actividades fazem desta planta, pela via interna, uma óptima ajuda nos casos de depressão moderada, ansiedade, distúrbios do sono em idosos e agitação.

Recomendada para…

A Comissão E (1) aprovou a utilização da Erva-de-São-João em perturbações psicovegetativas, depressões, ansiedade e dispepsia, e um estudo da prestigiada Charité-Universitätsmedizin Berlin, na Alemanha, concluiu que a erva é tão eficaz a combater uma depressão como os antidepressivos habitualmente prescritos. A equipa realizou testes em 301 homens e mulheres e observou, pela primeira vez, que a planta é eficaz mesmo em casos de depressão grave. Externamente, o óleo de hipericão é um bom cicatrizante de feridas, queimaduras, contusões, eczemas e outras afecções cutâneas.

Contra-indicações

Está contra-indicada na gravidez e a sua utilização é também incompatível com plantas e alimentos, como o queijo, que contenham tiramina, uma vez que a associação entre eles pode produzir uma subida da pressão arterial. A metabolização da planta pode interferir com a metabolização de alguns medicamentos, portanto o esclarecimento do técnico de saúde é sempre a melhor opção.

As doses não terapêuticas podem provocar fotossensibilização (devido à hipericina), levando ao aparecimento de eritemas (vermelhidão da pele) e queimaduras. Por este motivo, é conveniente evitar a exposição solar durante o período de utilização, e ter sempre em atenção a toma das dosagens recomendadas.

Dosagens e Soluções com Erva-de-São-João

Em chás, cápsulas, comprimidos ou outro género de apresentações, a Erva-de-São-João está muito divulgada no nosso mercado. Aconselha-se 2 g como dose diária. A infusão pode ser preparada com 1 g de planta por chávena, sendo aconselhável 2 a 3 chávenas por dia, e o óleo vegetal é obtido por maceração de hipericão a 30%. As tinturas ou os extractos fluidos são outras formas de utilização por via externa.

------------------------

A planta do Alto astral – Erva-de-são-joão e o "milagre" do bom sono.

A planta do Alto astral – Erva-de-são-joão e o "milagre" do bom sono

A Erva de São João é excelente para tratar depressões, quadros de nervosismo e inquietação. Tenho experiência pessoal como o Erva de São João, quando tomo ao deitar durmo profundamente e até sonho mais do que o normal.

Desta forma, identifiquei na erva de São João os benefícios de um calmante, sem os inconvenientes que os calmantes alopáticos trazem.

Os médicos estão de olho na erva-de-são-joão.
Não é à toa. Ela é uma opção natural que parece ser realmente eficaz para tratar indivíduos deprimidos. (1)

A promessa é mais que tentadora: um tratamento natural capaz de aplacar os sinais leves e moderados da depressão, que arrasa o humor de cerca de 10 milhões de brasileiros.

Os defensores da erva- de-são-joão (Hypericum perfaratum) se valem de estudos que comprovam os seus benefícios. Além disso, suspeita-se que a plantinha tenha menos efeitos colaterais do que drogas consagradas, como o famoso Prozac, o que ainda não foi comprovado.

Enquanto isso, ouvem-se histórias de gente que tomou as cápsulas da erva e, depois de algumas semanas, saiu espalhando para os amigos que o desânimo, a apatia e a angústia haviam desaparecido.

Não faz muito tempo que as atenções da ciência voltaram-se para as propriedades da erva-de-são-joão, planta natural da Europa, da Asia e do Norte da África que também é chamada de hipérico. Todos querem uma alternativa mais simples — e barata—para os antidepressivos tradicionais.

Neste exato momento deve existir mais de 20 milhões de brasileiros deprimidos.

Utilizada durante séculos pela medicina popular como cicatrizante e antiinflamatório, a erva-de-são-joão ganhou súbita fama no meio científico quando pesquisadores alemães publicaram os primeiros estudos sobre as suas propriedades antidepressivas há três anos.

Segundo uma pesquisa, da Universidade Ludwig-Maximilian, em Munique, 55% dos deprimidos melhoraram depois de tomar cápsulas da planta.

 

Sinais de perigo.

Não há um abismo entre a depressão leve ou moderada e a grave. Quem está deprimido merece cuidados e ponto. A necessidade de tratamento é idêntica.

"O que varia é o grau de incapacitação que a doença causa no paciente', diz Ricardo Moreno. Sem tratamento, os surtos depressivos podem durar de seis a oito meses.

Os indivíduos com depressão leve geralmente apresentam um ou dois sintomas, sem um prejuízo significativo para sua vida — mas, sem acompanhamento correto, seu quadro tende a se agravar.

-----------------------------

Emagrecer Urgente

Emagrecer Emagrecimento Dietas Emagrecedor