Erva MARAPUAMA -Erva MARAPUAMA CURA RAPIDA.

Emagrecimento Rápido

--------------------------

Erva MARAPUAMA.

Arbusto comum no norte do Brasil. Flores brancas de perfume penetrante.

INDICAÇÃO: O chá de Marapuama (Muirapuama) é um tônico neuro-muscular, combate à impotência sexual é excitante e afrodisíaco, atua contra a debilidade, gripes, artrose, depressão e fraqueza.

COMO FAZER: Coloque 2 colheres de sopa (lenho/casca) para um litro de água. Deixe cozinhar por 4 ou 5 minutos a partir do momento em que se inicia a ebulição, após esse tempo, retire do fogo e deixe repousando, tampada, por 10 minutos. Coe e está pronto para o uso. Pode-se beber gelado .

--------------------------

Propriedades da Marapuama.

Marapuama é uma planta medicinal popularmente conhecida por suas propriedades afrodisíacas, sendo também indicada para o tratamento de diversas doenças. Quando utilizada em forma de extrato, é útil no combate à celulite.

Propriedades

Contém ácidos araquídico, lignocerico, behenico, campesterol, óleos essenciais, alcalóides, éster e fitoesteróis.

Indicações

Impotência sexual, problemas cardíacos, disfunções intestinais, beribéri, depressão, desinteira, fraqueza, gripe, vermes, queda de cabelo, reumatismo, estresse, perda da memória.

Contraindicações

Gravidez e lactação.

Modo de uso

Em forma de chá: Colocar 2 colheres de sopa das cascas picadas de marapuama numa panela, acrescentar 1 litro de água e deixar ferver por 20 minutos. Tape, coe e beba morno, de 2 a 3 vezes ao dia.

------------------------

Marapuama nativos da selva amazônica.

Marapuama
Os nativos da selva amazônica utilizam há muito tempo a decocção da casca, das raízes e dos ramos de Marapuama com finalidade energizante, antidiarréico e afrodisíaco. Para esta última finalidade também se empregava em banhos genitais. Na língua indígena Marapuama é Muira Puama, significando Muira = madeira e Puama = potente.
Esta espécie é uma árvore de folhas alternas, medindo de 5-9 centímetros de comprimento, oval-elípticas ou oblongo-acuminadas, de base estreitada, com costa saliente em baixo, verde-escuras, cachos axilares curtos, com pequenas brácteas caducas. As flores são odorantes, com cálice que contém 5 dentes, pétalas de 1 centímetro, lineares, pilosas em baixo, de margem involutadas, com 7 estames em geral. O fruto é uma drupa ovóide. A raiz é descrita desta forma pela Pharmacopéia dos Estados Unidos do Brasil 1ª Edição (1926): "Esta raiz apresenta-se no comércio em pedaços de comprimento muito variável e com 1 a 5 cm de diâmetro, quase sempre fendidos longitudinalmente; sua superfície externa é de cor pardo-acinzentada, quase lisa ou pouco estriada no sentido longitudinal e apresenta de espaço a espaço algumas cicatrizes elípticas, escuras e rugosas, correspondentes aos pontos de inserção das radículas.
Sua secção transversal apresenta uma camada cortical que atinge no máximo 2 mm de espessura e um compacto cilindro lenhoso, de cor amarelada clara, finamente estriado radialmente e que contém grande número de perfurações quase imperceptíveis a olho nú.
Esta raiz é de uma dureza extrema, inodora e de sabor um tanto amargo, adstringente e fracamente acre."

------------------------

Marapuama Nome Científico: Ptychopetalum olacoides Bentham.

Marapuama Nome Científico: Ptychopetalum olacoides Bentham
Princípios Ativos: Alaclóides: muirapuamina (0,05%), relacionado quimicamente com a ioimbina; Ácidos Orgânicos: ácidos araquínico, lignocérico, uncosânico, tricosânico e pentacosânico; Flabofenos; Ácido Resínico; Taninos; b-sitosterol; Lupeol; Ácido Behênico.

Indicações e Ação Farmacológica: A Marapuama é indicada no tratamento de nevralgias, nos estados de depressão, no esgotamento, nos tratamentos de emagrecimento e como afrodisíaco. Cita-se também seu uso fitocosmético contra a queda de cabelo.
Devido a estrutura do alcalóide muirapuamina ser semelhante a da ioimbina, a esta espécie atribui-se propriedades da atividade sexual por bloqueios de receptores alfa. Além disso, este alcalóide tem demonstrado possuir propriedades estimulantes do sistema nervoso central e anorexígena (Pieris J. et al., 1995).
Formulações ditas naturais destinadas ao emagrecimento, contendo Marapuama e outros componentes como Spirulina, Hidroclorotiazida e Cáscara Sagrada, muitas vezes não contêm o que se anuncia. Em uma análise feita por Auricchio et al. (1991) verificaram que 50% das amostras continham associações de anorexígenos e benzodiazepínicos e, ainda, mais de 20% apresentavam componentes de origem natural em associação com anorexígenos e benzodiazepínicos. Estas associações causam perigos à saúde do indivíduo que faça uso destas formulações.
Descobriu-se que o extrato etanólico bruto aumenta de maneira marcante a toxicidade induzida por anfetaminas em camundongos albinos. Quando avaliados no teste de estereotipia induzida por anfetamina (35 mg/kg), os animais tratados com 100 e 200 mg/kg de extrato etanólico bruto apresentaram convulsões, cianose e morte. A Marapuama também aumentou a letalidade induzida por ioimbina e reverteu a hiperatividade induzida por reserpina. Esta ação é semelhante ao de antidepressivos que inibem a hidroxilação hepática de drogas psicoestimulantes, o que no caso exposto aumentaria a disponibilidade de anfetamina no sistema nervoso central. A estimulação central é assim potencializada pelos antidepressivos e outras classes de drogas que alterem a hidroxilação de anfetaminas (Dall' Olio et al., 1986; Willner, 1990).

-----------------------------

Emagrecer Urgente

Emagrecer Emagrecimento Dietas Emagrecedor